Polícia esclarece crime que provocou a morte do menino Ruan

Detalhes da investigação serão apresentados pelos investigadores em coletiva à imprensa na SSP

A Secretaria de Segurança Pública (SSP) informou nesta sexta-feira (19) que o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) elucidou o crime que provocou a morte do menino Ruan Henrique Oliveira dos Santos, 8 anos.

Os investigadores concluíram que a primeira versão apresentada para o crime, de que o garoto teria sido raptado por dois homens armados, não se confirmou. O inquérito aponta que ele morreu após um suposto desentendimento com o colega de 13 anos. De acordo com a assessoria de comunicação da SSP, os detalhes da investigação serão apresentados durante uma entrevista coletiva na próxima segunda-feira (22).

Entenda

Ruan Henrique Oliveira, 8 anos, desapareceu na tarde da quarta-feira (10), quando preparava armadilha para capturar crustáceos, em um mangue perto da casa dele no Loteamento Senhor do Bomfim, no bairro Soledade, zona Norte de Aracaju (SE). As informações de que o menino tinha sito raptado e arrastado para dentro do mangue por dois homens armados com um facão se espalharam rápido. Um adolescente de 13 anos que estava com Ruan e conseguiu fugir é a principal testemunha.

As buscas pelo menino entraram pela noite, e Ruan foi encontrado por volta das 11h30, segundo os familiares, ainda com vida, mas morreu ao chegar ao hospital.

Segundo o laudo do Instituto Médico Legal (IML), o corpo não apresentava sinais de violência, e a causa da morte foi traumatismo craniano, em decorrência de forte pancada na cabeça.

Durante coletiva a imprensa realizada pela SSP na segunda-feira (15), a delegada geral Katarina Feitosa disse que a polícia trabalhava com várias possibilidades, mas que ainda não tinha pistas sobre os  assassinos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *