Homem acusado pela morte da transexual Laysa já está preso

Homem é morador de rua e tem o hábito de insultar transexuais no Centro de Aracaju (SE)

A polícia prendeu na manhã deste sábado (20), Alex Silva Cardoso, 33 anos, acusado pela morte da transexual Laysa Fortuna, 26. De acordo com o Departamento de Atendimento a Grupos Vulneráveis (DAGV), policiais militares localizaram e prenderam Alex na Praça Fausto Cardoso, no Centro de Aracaju (SE).

Alex Cardoso chegou a ser preso logo depois de ter esfaqueado Laysa, mas foi liberado porque o delegado de plantão classificou o caso como lesão corporal leve. Na manhã da sexta-feira (19), quando o caso chegou ao DAGV, a delegada Meire Mansuet, que preside o inquérito, pediu a prisão do homem e o mandado foi expedido pela Justiça por volta das 15h. Com a morte da transexual, Alex passou a ser procurado pela polícia.

Segundo a delegada, a conduta do delegado que registrou o boletim de ocorrência na noite do crime também vai ser investigada pela Corregedoria da polícia.

De acordo com a delegada, Alex é morador de rua e costuma dormir na calçada de uma agência bancária na avenida Barão de Maruim, nas proximidades do local onde transexuais se reunem. Ela diz ainda que Alex tinha o hábito de circular pela região, insultando as transexuais e que as ofensas e discursos de ódio deram origem ao desentendimento que terminou com a morte de Laysa.

Alex da Silva Cardoso será indiciado por homicídio e ficará detido na 4ª Delegacia Metropolitana, até que a Justiça defina para qual presídio ele será encaminhado.

(Layse) VITIMA.

2 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *